Cubagem de carga: você sabe como influencia o cálculo do frete?

9 minutos para ler
Planilha Cálculo de Frete

O cálculo do valor do frete é uma operação extremamente complexa, que envolve um conjunto de variáveis e custos ligados à prestação desse tipo de serviço. Por estar diretamente associado à competitividade de uma empresa de transportes, é essencial saber como fazer essa conta da maneira correta, priorizando os pontos mais importantes, como a cubagem de carga.

No contexto dos transportes, a cubagem de carga é um conceito bastante utilizado e conhecido pelos profissionais e empresas do meio. No entanto, diferentemente do que muitos podem imaginar, ela não está relacionada apenas com a medição do volume de uma carga.

Na realidade, a cubagem está atrelada ao uso inteligente da capacidade de carga do caminhão, considerando o peso e o espaço utilizado por mercadoria. Dessa forma, é possível fazer um cálculo do valor do frete mais preciso e justo para o transportador, evitando prejuízos.

Quer saber mais sobre cubagem de carga e como esse conceito interfere nos custos do frete da sua empresa? Preparamos este artigo para ajudar você. Continue a leitura e confira!

Volume, cubagem e peso cubado: qual a diferença?

A cubagem se refere à noção de cubo, tendo seu volume determinado pelo cálculo: Volume = Comprimento x Altura x Largura. Dessa forma, para saber qual o volume que uma carga ocupará dentro da carroceria do caminhão, é necessário fazer esse cálculo e, assim, poder organizar a sua viagem promovendo maior conforto e segurança para os produtos que estão sendo transportados.

Já o peso cubado seria um valor de peso, geralmente fornecido como kg, que é calculada ao considerar o volume que uma carga cobre em um caminhão ou outro veículo. Esse peso é utilizado para estipular o frete de peso, que é comparação com os pesos físico e cubado de uma mesma mercadoria. O valor oficial é determinado pelo maior resultado obtido.

Volume é, de maneira direta, a quantidade de espaço que é ocupada por um determinado corpo. Seu valor é mostrado por meio de unidades de tamanhos cúbicos, como km ³, hm³, m³ e assim por diante. O cálculo para encontrar o volume de um objeto é simples, necessitando apenas multiplicar a área da sua base pela altura e dividir o resultado por 3.

Entender esses três conceitos é importante para saber o que é a cubagem e como utilizá-la corretamente no seu negócio de transporte de cargas. Com isso, você terá um melhor controle sobre os produtos que estão sendo transportados, conseguindo aproveitar ao máximo a capacidade do seu veículo.

Afinal, o que é cubagem de carga?

Indo direto ao ponto, o termo cubagem de carga é utilizado para estabelecer a relação que existe entre o peso de uma mercadoria e o espaço que ela ocupa dentro do caminhão, ou seja, uma maneira de otimizar o peso e o volume da carga, aproveitando melhor as características e capacidade do veículo empregado no transporte.

Dessa forma, fica fácil entender que a cubagem é um procedimento muito importante para o sucesso do transporte de carga, pois interfere diretamente na quantidade de mercadorias que serão transportadas e, consequentemente, nos custos desse frete.

Como se sabe, o mercado dos transportes é altamente competitivo e essa realidade é fruto não só da grande quantidade de empresas e profissionais autônomos operando, mas, principalmente, das dificuldades existentes nos transportes terrestres, como custos altos, burocracia e baixa infraestrutura.

Por essa razão, gestores e líderes precisam buscar alternativas para otimizar a logística, aproveitando melhor os recursos e os investimentos, minimizando custos e aumentando a produtividade de cada veículo. Uma das formas de se conseguir isso é a partir da cubagem de carga.

Como é feito o seu cálculo?

Na prática, a cubagem de carga é realizada a partir de um cálculo matemático que considera a altura, a largura e a profundidade do compartimento de carga do veículo e, também, das mercadorias que serão transportadas.

Ela sofre uma grande interferência das embalagens utilizadas no transporte. Por essa razão, é muito importante que as mercadorias estejam devidamente acondicionadas em embalagens compatíveis com o tamanho e características da mercadoria. Assim, otimiza-se o aproveitamento do espaço do caminhão.

Dito isso, o valor da cubagem passa, inicialmente, pelo cálculo do volume da carga. Logo, para se chegar a esse volume, basta multiplicar a altura pela largura pela profundidade — AxLxP. Feito isso, o resultado encontrado precisa ser multiplicado pelo chamado fator de cubagem, que corresponde a um valor fixo em kg/m³ (quilograma por metro cúbico) dentro do compartimento de carga. O resultado é o que se chama de peso cubado.

É importante deixar claro que cada modal de transporte tem o seu fator de cubagem, considerando a capacidade de carga dos veículos utilizados. Além disso, a Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística (NTC & Logística) também define regras para:

  • transporte rodoviário: 300kg/m³;
  • transporte aéreo: 166,7kg/m³;
  • transporte marítimo: 1.000kg/m³.

O objetivo da cubagem é permitir ao transportador entender como está sendo aproveitado o espaço do caminhão, assim como a sua capacidade de carga. A ideia é que esse cálculo evite que o veículo viaje com espaços vazios ou com uma carga muito abaixo da capacidade, aumentando os custos do frete.

O que é o fator de cubagem?

O fator de cubagem é uma constante, ou seja, um número que define qual seria a cubagem ideal de uma carga para diferentes tipos de meios de transporte. Seu valor é equivalente a 1 m³ do espaço do veículo utilizado para o transporte de mercadorias. Cada modal apresenta cargas e capacidades diferentes, por isso, é importa verificar qual o valor de cubagem de cada um deles:

Como calcular a cubagem de cargas fracionadas?

Existem duas maneiras de calcular a cubagem de cargas fracionadas, sendo elas de maneira manual, por meio de cálculos e planilhas realizados por uma pessoa, ou de maneira automática, utilizando ferramentas e programas de gestão que realizam essa estimativa automaticamente.

Para fazer esse cálculo manualmente, é necessário multiplicar a metragem cúbica, ou seja, altura x largura x comprimento pelo fator de cubagem do tipo de transporte que será utilizado. Por exemplo, imaginemos que uma mercadoria a ser transportada pese 1.700 kg, sendo compostas por 3 caixas que meçam 4,0 de altura, comprimento e largura.

Dessa forma, o cálculo seria assim:

3* (4*4*4) = 192 m³

Para transformar esse valor em peso, basta multiplicá-lo pelo fator de cubagem, que no caso do transporte rodoviário, é 300 kg. Assim:

192 * 300 = 57.600 kg³

Como tratar a cubagem de cargas líquidas?

No caso da cubagem de cargas líquidas, o processo é feito quase de maneira parecida, mudando as medidas das caixas pelos tanques que serão utilizados no transporte. Além disso, é recomendável que eles estejam praticamente cheios com o líquido que será transportado, para que o resultado do cálculo se aproxime o máximo possível da realidade.

Qual a importância da cubagem de carga para o cálculo do frete?

Como vimos, a cubagem de carga é um procedimento muito importante no cenário dos transportes. Sem esse cálculo, dificilmente os transportadores conseguem otimizar o uso dos seus caminhões, distribuindo as mercadorias de uma forma eficiente, considerando volume de carga e peso.

Logo, quando considerados os diferentes fatores que pesam nos custos do frete rodoviário, a cubagem é uma prática que tem muito a ver com os custos do frete, ou seja, um fator essencial para quem atua no mercado dos transportes e precisa maximizar os ganhos e reduzir os gastos.

A cubagem em cargas fracionadas

A cubagem é determinante em operações de transporte em que se lida com mercadorias diversas, como em cargas fracionadas. Nesse tipo de transporte, é muito difícil para o transportador conseguir aproveitar todo o volume e capacidade de carga do caminhão, pelo fato de que as embalagens costumam ter tamanhos e pesos variados.

Dessa forma, ela é o ponto-chave para se estabelecer um valor justo e individualizado de frete para cada tipo de produto transportado, evitando prejuízos gerados pelos espaços vazios no veículo e a perda de competitividade com fretes fixados com valores desajustados. Além disso, ainda permite ao transportador identificar cargas lucrativas.

Cargas leves e de grande volume

A cubagem é ainda mais essencial quando se lida com cargas leves, mas que ocupam muito espaço, a exemplo de máquinas de lavar, colchões, embalagens plásticas e outros produtos similares. Nesse ponto, ela permite um cálculo de frete mais preciso, dando uma atenção extra ao volume da carga e não apenas ao peso.

A cubagem em cargas pesadas

Por fim, existem mercadorias para as quais a cubagem não se mostra tão importante para o transportador. A exemplo, citamos as cargas de grande massa, como bobinas, metais, cimento e outros materiais desse tipo, ou seja, itens que costumam atingir a capacidade de carga do caminhão sem ocupar todo o volume.

Nesse caso, o mais adequado é calcular o frete com base no peso bruto transportado, principalmente. Assim, é possível encontrar um valor justo para ambas as partes envolvidas no transporte.

Como foi possível perceber, cubagem de carga é um assunto muito importante para a realidade dos transportes, já que além de permitir um melhor aproveitamento dos veículos, otimizando a produtividade da transportadora, o cálculo reforça a competitividade da empresa ao facilitar o ajuste entre o preço do frete, peso e volume de carga consumido.

Quer saber mais sobre cargas fracionadas? Então, acesse este outro artigo em nosso blog no qual explicamos mais sobre esse assunto!

Controlar os custos das sua frota
Você também pode gostar

Deixe um comentário